Loading...

O Centro de Tecnologia em Estirênicos (CTE) foi inaugurado em 2005 e é referência nacional para o setor. Ele ocupa cerca de 1.000 m2 da planta industrial no Polo Petroquímico do Sul, em Triunfo (RS).

O CTE foi idealizado em detalhes para dar suporte tecnológico e estimular a competitividade do segmento: são quatro laboratórios em dia com o topo dos recursos tecnológicos e pilotados por equipes técnico-científicas preparadas para fornecer todo apoio necessário aos clientes no desenvolvimento de novos produtos e aplicações.

As demandas do mercado são dinâmicas e o CTE da Innova torna possível acompanhá-las, analisando e aprimorando os produtos.

Laboratório de Processamento

É dotado de equipamentos com escala industrial que representam os principais processos do segmento (linha de co-extrusão, injetora e termoformadoras). Isso permite que sejam testadas as melhores combinações entre as máquinas de transformação dos clientes e as resinas utilizadas.

Ou seja: redução de riscos, maior economia de tempo e esforços.

Laboratório de Reologia e Simulação

Seu sistema de reometria capilar de extrusão é capaz de avaliar o comportamento das resinas em diferentes regimes de processamento, utilizando quantidades reduzidas de amostras.

As informações geradas servem também como dados de entrada para o programa simulador de co-extrusão, sugerindo condições operacionais específicas para cada grade Innova.

O resultado final confere ao cliente menor número de tentativas para otimização das condições operacionais. Noutras palavras: máxima produtividade.

Laboratório de Polimerização

Aqui se pesquisam novas formulações para aumentar a competitividade de grades já existentes e também para o desenvolvimento de novos produtos.

Testes em escala piloto são realizados através do Sistema de Polimerização desenvolvido pela equipe de T&D da Innova, com patente do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI): ele reproduz o processo de fabricação do poliestireno de alto impacto e agiliza o ciclo de desenvolvimento de produtos.

Laboratório de Caracterização

Aqui é possível caracterizar com detalhes a composição, estrutura e propriedades dos produtos em desenvolvimento, bem como de materiais e peças finais dos clientes, tais como chapas, embalagens (injetadas e termoformadas), itens descartáveis, espumados ou mesmo bens duráveis como os das indústrias de refrigeração e de eletroeletrônicos.

O CTE também está capacitado a apoiar os clientes de estireno em suas aplicações finais (resinas acrílicas e de poliésteres, elastômeros e EPS).

Essa estrutura é dedicada especialmente a atender demandas de clientes, seja para que as resinas atinjam determinadas propriedades ou para agilizar um processo de aplicação. É também possível avaliar as propriedades das peças finais e sugerir novos testes para a otimização dos produtos.

Isso significa menor risco no processo de desenvolvimento, economia de tempo e de esforços para o cliente.